Cuidados especiais sob o sol de verão

Cuidados especiais sob o sol de verão

Conversamos com a doutora Ana Lucia Recio, dermatologista renomada que atua em São Paulo, sobre os cuidados especiais com a pele na estação mais quente do ano. Sol no País inteiro, raios ultravioleta em ação e nós querendo aproveitar a estação sem prejudicar a beleza e a saúde da cútis. É bem mais simples que parece. Disciplina é a palavra.


Quais as diferenças básicas nos cuidados com a pele no inverno e no verão?


No inverno, a pele tende a ficar menos oleosa e a pele normal mais seca. À noite, quando tratamos efetivamente da pele, use renovadores mais concentrados e alterne com um hidratante adequado ao seu tipo de pele. Filtro solar de dia é imperativo, no mínimo fator 30. Com um antioxidante antes, melhor ainda. Tratamentos de pele devem ser feitos no inverno, de abril a setembro, a não ser que você tenha certeza de que não vai se expor ao sol no verão.


Já no verão, o tratamento é mais suave, pois ficamos mais expostos ao sol. No alto verão, de dezembro a fevereiro, mais cuidado ainda: o filtro deve ser mais alto, associando-se uma proteção física, como chapéus e viseiras de aba larga. Peles muito claras ou que mancham com facilidade podem se submeter a tratamento via oral com ação contra os radicais livres, segundo indicação de seu dermatologista.


Quem usa maquiagem diariamente deve ter algum cuidado especial com a pele?


Não há problema, mas alguns cuidados devem ser tomados. A base deve ser adequada à sua pele. Se é oleosa ou mista e você usa para pele seca, pode, por exemplo, ter acne. Pela manhã, lave o rosto, passe o antioxidante e o filtro antes da base. À noite, pode dispensar o filtro. Use pós compactos com fator de proteção solar. Uma dica: quando a base secar, aplique o pó com pincel. Ficará mais leve e opaca. Reaplique caso transpire. E nunca durma maquiada. Remova com lenço umedecido, removedor e aplique um tônico. Enxague o lencinho ou use outro e o passe mais duas vezes. E borrife água mineral para “tirar” a água da torneira. Ela é tratada, ótima para consumo doméstico, mas pode ressecar ou mudar o PH da sua pele.


Qual seria um ótimo kit de verão?


Um filtro solar de alto fator (50) para face, pescoço, colo e mãos, chapéu ou viseira de abas largas, filtro de 30 a 50 para o corpo.  No mais, tomar bastante água, hidratar face e rosto após um banho morno sem bucha ou esfregação. Se abusar do sol, não se expor pelo menos nas 48 horas seguintes, sempre secar muito bem pés, axilas e virilha para evitar fungos e abusar de banhos curtos, mornos e relaxantes.


É possível se bronzear com segurança?


Nenhum dermatologista vai permitir o banho de sol até porque o câncer de pele representa 30% dos tumores registrados no nosso País. Mas caso não se importe com isso, vamos ao sol. O sol que bronzeia nasce cedo e vai até as 11h (horário de verão). Depois, volta às 17h. Mas causam manchas e envelhecem a pele. Isso não vale para as peles tipo 1 e 2, tipo a da atriz Nicole Kidman, com baixa melanina. Para mim, a saúde vem antes da beleza ou a critério desta. Prefira um autobronzeador ao sol. A Academia Americana de Dermatologia sugere uso de vitamina D em comprimidos no lugar do sol, por exemplo.


Dra Ana Lucia Recio, dermatologista com atuação em São Paulo